Onde comprar "Os meninos da Rua Beto"



Divirta-se com um livro diferente de todos os que você já leu!

"OS MENINOS DA RUA BETO"

acesse:

http://inquietovagalume.blogspot.com.br/p/os-meninos-da-rua-beto.html

.

terça-feira, 31 de julho de 2018

Ser ou não ser

Moleque ainda, eu trabalhava na venda do meu tio. Ano de mil, novecentos e quarenta, se tanto.
À tarde ficava sozinho por longo tempo, já que o tio saía para almoçar e se demorava bastante nos seus comeres e beberes.
Certa ocasião, só eu na venda, entrou um freguês e já foi apontando para a manta de carne dependurada ao lado do balcão:
― O que é isso?
― É carne seca.
Ele ajeitou os óculos e chegou mais perto, demonstrando interesse.
― Deixe ver como está.
E passou o dedo sobre a manta.
― Isto aqui não é carne seca.
― Como não? É carne seca sim senhor.
― Mas está molhada.
― Molhada? Pode estar úmida por causa desse tempo abafado. Mas é carne seca.
― Se está úmida, não é carne seca.
Senti falta do tio. Aquele freguês ia ter coragem de azucrinar a paciência de gente grande do mesmo jeito que azucrinava a paciência de uma criança?
― Olha, senhor, ela está úmida agora, mas é carne seca legítima. Todo mundo compra e ninguém nunca reclamou.
― Mas estou te dizendo, menino. Ou é uma coisa, ou é outra. Se é seca, é seca. Se é molhada, é molhada. Isto aqui é carne molhada.
Fiquei sem resposta. Só consegui dizer:
― Faz assim: o senhor compra e depois enxuga ela.
― Pois então não fique dizendo para as pessoas que é seca. Se o freguês precisa enxugar, então é molhada.
Meu tio que não aparecia. Resolvi concordar.
― É verdade, o senhor tem toda a razão.
Ele se mostrou satisfeito:
― Ainda bem que reconhece. Me vê aí um filão de pão.
― E quanto o senhor vai levar de carne seca? Quer dizer, molhada?
― Quem falou que eu quero comprar carne, menino? Só vim mesmo pra comprar um filão de pão!
Depois de receber o troco foi embora resmungando.
― Cada uma! Querendo me empurrar carne molhada. Eu, hein?


Imagem: https://asimplicidadedascoisas.wordpress.com

Nenhum comentário: